Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

segunda-feira, julho 27, 2015

O Dever de Memória na Lusofonia passa pelo Tarrafal

O outro 1940 está inscrito no pavimento em frente ao posto de Socorro que funcionava como morgue, no Campo do Tarrafal em Cabo Verde.

As datas não enganam. Enquanto a onda de totalitarismo se expandia pela Europa, foi criada pelo Governo de Salazar em 1936, a Colónia Penal do Tarrafal  para receber o crescente número de presos políticos.  As primeiras libertações  foram apenas em 1944, e o campo continuou até 1954.

Mais tarde, o campo foi reaberto para albergar prisioneiros das guerras coloniais.

O Campo do Tarrafal seria certamente um importante candidato a Sitio da Consciência.

WMF Watch List  http://www.wmf.org/project/tarrafal-concentration-camp

As crianças aparecem logo que o carro estaciona.  Os mais crescidos fazem de guia cultural, contam o que sabem da história dos presos políticos portugueses, angolanos, guineenses.

Os miúdos não conseguem explicar a diferença entre prisioneiros políticos e prisioneiros por delito comum.  Valha-nos a inocência das crianças que ainda não sabem o que é viver sem liberdade.

O Tarrafal é um lugar importante a conhecer, um capitulo a não esquecer  na história da Lusofonia.

Depois, em compensação há  um bela praia mais adiante.

Quem gosta da escola, ponha o dedo no ar !

Built by Portuguese dictator Antonio de Oliveira Salazar in 1933, the prison camp of Tarrafal on Santiago Island housed political prisoners and Africans rebelling against colonial rule in Cape Verde, Angola, and Guinea-Bissau, who were held here until Cape Verde won its independence in 1975. Since then, the complex of prison cells, administrative facilities, and a small railway for the transport of supplies and fuel has been used as a military base, a refugee camp, a storage facility, and a school. These functions caused changes and alterations that have damaged and disfigured the site. Most of its buildings lack windows and doors and many of the buildings’ roofs are missing or badly damaged.
While it is often difficult to find support for places that highlight dark chapters in human history, sites such as Tarrafal serve as important reminders of the history of humankind’s quest for freedom.

UPDATE

In 2009 an international symposium on the former Tarrafal concentration camp took place in Praia, Cape Verde, on the 35th anniversary of the camp’s closing. The symposium was attended by former political prisoners and specialists from the countries of Cape Verde, Angola, Guinea Bissau and Portugal. The Tarrafal Concentration Camp has since been turned into a museum, the Museu da Resistência, displaying photos, plaques, and artifacts. November 2014

segunda-feira, julho 20, 2015

Sousa Mendes Virtual Museum now in English

Museu Virtual honra  heroico diplomata português aparece em versão bilingue e com conteúdos enriquecidos e atualizados.   VER http://mvasm.sapo.pt/

Foi há 75 anos que Aristides de Sousa Mendes se distinguiu ao salvar mais de 30 mil vidas que, não fora a coragem do cônsul português, estariam destinados a morrer às mãos da barbárie nazi. A assinalar a data, e o 130.º aniversário do nascimento deste herói discreto da II Guerra Mundial, o Museu Virtual Aristides de Sousa Mendes lança, a 19 de julho, a nova versão do seu site na internet.

A renovação do site passou   pelo design da página,e pelas ferramentas à disposição do utilizador. O Museu Virtual passa a estar operacional em todos os tipos de dispositivos (computador, tablets e smartphones), apesar de concebido primariamente para computador. A partir de agora, o seu conteúdo é também bilingue, em português e inglês, e foi enriquecido e atualizado.

Quando era cônsul em Bordéus, em 1940, Aristides de Sousa Mendes salvou vidas ao passar vistos que permitiram a milhares de refugiados poderem entrar em Portugal, país oficialmente neutro no conflito mundial. Desobedeceu, para tal, às ordens do ditador António de Oliveira Salazar, que mais tarde o castigaria duramente.

Destituído da função diplomática após processo disciplinar, seu filhos acabaram por emigrar e ele  passou por dificuldades financeiras. Nascido em 19 de julho de 1885 em Cabanas de Viriato Carregal do Sal (distrito de Viseu), morreu em 1954 e só postumamente a sua obra foi reconhecida. Foi o primeiro português e o primeiro diplomata a receber o título de Justo entre as Nações do memorial Yad Vashem, em Jerusalém, em 1966. Em 1987 o Presidente português Mário Soares atribuiu-lhe a Ordem da Liberdade.

domingo, julho 19, 2015

Dia da Consciência 17-Junho-2017



Testemunho de João Crisóstomo, lido por Mariana Abrantes 
Publicado a 22/06/2015
Lisboa, Centro Cultural Franciscano, 17 de junho de 2015,. dia da Consciência. Homengam a Aristides de Sousa Mendes. Comunicação do ativista João Crisóstomo, lida pela dra. Mariana Abrantes (Aristides Sousa Mendes Fondatiion, USA). Vídeo: Luís Graça.

Feliz 130 aniversário César e Aristides

Resultado de imagem para cesar e aristidesOs dois irmãos gémeos nasceram em  Cabanas de Viriato César a 18 e Aristides a 19 de Julho de 1885. Ambos se formaram em Direito pela Universidade de Coimbra. E ambos ingressaram na carreira diplomática  e 1910, já o Aristides  tinha casado com a prima Angelina em Beijós em 1909.   
As vidas paralelas dos gémeos foram divergindo ao longo do tempo, tendo César maior subida na carreira diplomática  e Aristides um família mais numerosa.  

Talvez por ser um homem de família, Aristides tivesse sido tão sensível ao desespero das famílias de refugiados que o procuravam, e por isso tenha decidido que ia salvá-los a todos.  

Afinal, numa família não se deixa ninguém para trás.   

Quantas pessoas foram salvas com os vistos de Aristides de Sousa Mendes ? 
Depende como se contam.

Um visto, um  refugiado ? 

Um visto, uma família ? 
Um visto, um legado ? 


Helen, Simon & Henri DEUTSCHEsta família Deutsch já vai em   14 netos... 
Duas filhas e netas dos refugiados Deutsch c vão estar em Cabanas de Viriato e no Carregal do Sal neste 130º aniversário  do seu grande benfeitor.   

Sejam muito bem vindas.  

Votem sempre.  

Voltem todos! 

Ver testemunho em video  em 

sábado, junho 20, 2015

Dia da Consciência a 17-Junho-2015, Lisboa

Luís Graça & Camaradas da Guiné: Guiné 63/74 - P14767: Efemérides (193): O Dia da C...: Lisboa > Centro Cultur5al Franciscano > Largo da Luz > 21h > 17 de junho de 2015 > Dia da Consciência > Homenagem a...



Mais Sousa Mendes em http://blogueforanadaevaotres.blogspot.pt/search/label/Aristides%20Sousa%20Mendes

sexta-feira, junho 05, 2015

Exposição - Preservar a Memória, Aprender e Agir, 10-22 Junho, Torreão Poente, Praça do Comércio

Exposição    “Preservar a Memória, Aprender e Agir”
Datas:    10 a  22 de Junho de 2015 (10 às 17 horas)
Local:     Piso térreo do Torreão Poente, Praça do Comércio 

A Embaixada da Hungria em Lisboa convida para a mesa redonda "Ensinar e aprender sobre o Holocausto”  
Data:    16 de Junho, às 17:30
Local:   Piso térreo do Torreão Poente da Praça do Comércio 
Painel 
  • Representante Português, Embaixador Luís Barreiros
  • Dra. Esther Mucznik, Presidente da MEMOSHOA
  • Secretário de Estado húngaro Szabolcs Takács, atual presidente da IHRA
  • Dr. Salvador Reis Garrido, neto do embaixador de Portugal em Budapeste durante a II Guerra Mundial, Carlos Almeida de Sampaio Garrido

A mesa redonda e a exposição enquadram-se  no âmbito da presidência húngara da IHRA, e conta com o apoio da Câmara de Lisboa e da Associação MEMOSHOA
MNE Divisão de Direitos Humanos – Human Rights Unit 
SPM - DGPE / Department of Political International Organisations 
Ministério dos Negócios Estrangeiros / Ministry of Foreign Affairs, Portugal 

VER  

IHRA | INTERNATIONAL HOLOCAUST REMEMBRANCE ...

https://www.holocaustremembrance.com/

quarta-feira, junho 03, 2015

E você, o que faria ?

Imagine que você é um funcionário consular no meio de uma carreira diplomática que você espera que vai levar a   embaixador. Há dois carimbos de borracha em sua mesa. Usando o que diz "APROVADO" permitiria a pessoa desesperada sentada à sua frente  viajar para o seu país legalmente. Usando outro carimbo, que diz "REJEITADO", poderia significar relegar essa pessoa à  prisão ou mesmo à  morte ...

Cada era confrontará  as pessoas em posições de autoridade com difíceis dilemas semelhantes. Os detalhes podem variar, mas o desafio será o mesmo.
Se você se encontrasse em tal situação, você iria perceber isso?
E se você percebesse, o que você faria?

Defying Orders, Saving Lives: Heroic Diplomats of the Holocaust
By Richard Holbrooke, Foreign Affairs, vol 86, no. 3
https://www.foreignaffairs.com/reviews/review-essay/2007-05-01/defying-orders-saving-lives-heroic-diplomats-holocaust
Dia da Consciência http://amigosdesousamendes.blogspot.pt/2015/06/vamos-comemorar-e-reflectir-sobre-o-dia.html