Pesquisar neste blogue

Tradutor

terça-feira, setembro 11, 2018

FASM convida - Dias da Memória, 22-23 Set, Cabanas de Viriato

A Fundação Aristides de Sousa Mendes e a Câmara Municipal de Carregal do Sal, em parceria com o programa Memória para Todos (IHC-NOVA FCSH) dedicam 
os dias 22 e 23 de setembro 
à memória de Aristides de Sousa Mendes.

A iniciativa, inserida nas ações de preparação da abertura da Casa do Passal, agora que se vai iniciar a segunda fase da sua reconstrução – o interior e os espaços exteriores - visa conhecer, divulgar e mapear o património, as histórias e memórias relacionadas com a vida de Aristides de Sousa Mendes

Por isso, nos dias 22 e 23 de setembro, todos estão convidados a partilhar as suas histórias, memórias, objetos, documentos, fotografias, etc., relacionadas com a Casa do Passal, a família Sousa Mendes e as suas memórias de vida e, desta forma, uma vez que tudo será devidamente registado, a contribuir para o enriquecimento do centro de documentação da Fundação Aristides de Sousa Mendes.

Nos dias 22 e 23 de setembro, 
venha até à casa do Passal, em Cabanas de Viriato e 
partilhe connosco as suas memórias e colabore na divulgação e salvaguarda de uma memória histórica que é património de todos os portugueses e do mundo.

Faça história partilhando a sua!

segunda-feira, setembro 10, 2018

Concerto de homenagem a Aristides, Teatro S Carlos, 22-Set, 21h

Concerto de homenagem a Aristides de Sousa Mendes

Data      Sábado,  22 Setembro 2018, 21h00
Local    Teatro Nacional S. Carlos, Rua Serpa Pinto,  Bairro Alto, Lisboa

Classificação   M/06 anos  Preço 10€ até 25€  
BOL Bilheteira Online  https://coolture.bol.pt/Comprar/Bilhetes/65332-concerto_sinfonico_i_22_setembro-teatro_nacional_s_carlos/Sessoes?pv=0aisRCYBqf

A CHILD OF OUR TIME, by MICHAEL TIPPETT [1905 – 1998]
Orquestra Sinfónica Portuguesa, Joana Carneiro direção musical
Francesca Chiejina soprano
Cátia Moreso meio-soprano
David Butt Philip tenor
Luís Rodrigues barítono
Coro do TNSC

A composição de A Child of Our Time, estreada no Adelphi Teatre de Londres em 1944, é consequência de certos episódios que abalaram profundamente o compositor Michael Tippett no alvor da Segunda Guerra Mundial. Um jovem refugiado judeu assassina, em 1938, um oficial SS. A resposta do regime nazi não se fará esperar: a fatídica Noite de Cristal contra a população judaica faz centenas de mortos numa chacina que a História dificilmente esquecerá. Os textos desta oratória secular foram escritos pelo próprio compositor e refletem uma forte psicoanálise Jungiana a que Tippett se submetera anos antes de escrever esta obra que apela à compreensão e à reconciliação entre os homens. A maestrina Joana Carneiro dirige este concerto inaugural da temporada sinfónica numa homenagem ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes.

quarta-feira, julho 25, 2018

Exposição no MNE - Para Além do Dever, a Diplomacia e o Holocausto


O Ministério dos Negócios Estrangeiros e a Embaixada de Israel em Portugal organizaram uma homenagem conjunta alusiva aos diplomatas reconhecidos como “Justos entre as Nações”, que evoca a coragem de 36 diplomatas de 20 países que correram inúmeros riscos para salvar judeus que tentavam escapar ao extermínio Nazi. 
Exposição“Para Além do Dever – Diplomatas Reconhecidos como Justos entre as Nações”
Datas:  Julho 2018 
Local:    Palácio das Necessidades,  Lisboa
Instituto Diplomático (por convite)
DAB - Divisão de Arquivo e Biblioteca, dab@mne.pt
A lista dos diplomatas homenageados inclui dois portugueses: Aristides de Sousa Mendes, Cônsul-Geral em Bordéus, e Carlos Sampaio Garrido, Embaixador na Hungria. O reconhecimento como “Justos entre as Nações” é atribuído pelo Yad Vashem, Memorial do Holocausto de Jerusalém, aos não judeus que chegaram a arriscar a própria vida para salvar, proteger ou ajudar judeus durante a II Guerra Mundial. 

Embora não incluído no rol dos "Justos", os oradores também prestaram tributo a Carlos Teixeira Branquinho, Encarregado de Negócios em Budapeste. Ao todo, estes três diplomatas portugueses conseguiram salvar a vida a dezenas de milhares de refugiados, principalmente judeus.
Em paraledo realizou-se uma conferência, a  19- julho-2018, que teve como oradores o Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, a Embaixadora de Portugal na República Checa, Manuela Franco, e o Embaixador de Israel em Portugal, Raphael Gamzou. 

A Conferência que precedeu a inauguração da exposição sobre os Justos, não só portugueses, e que está aberta ao público no MNE. Excelentes intervenções, em que Aristides de Sousa Mendes e o seu acto heróico foi muito celebrado, neste dia do seu nascimento. 

Telavive recebe exposição sobre Sousa Mendes, de Maio a 11-Outubro 2018



A Exposição “
Aristides de Sousa Mendes. O Cônsul Português em Bordéus” tem recebido grande  interesse demonstrado pelo público nas primeiras semanas de exibição. 
Datas:   de 11-Maio a 11-Outubro 2018   
Local:    Brender-Moss Library of Social Sciences, Management and Education da Universidade de Telavive 
Esta exposição pretende divulgar a ação humanitária de Aristides de Sousa Mendes junto da comunidade académica, na sequência das comemorações do Dia do Holocausto, assinalado a 11 de abril de 2018.
A iniciativa está a cargo do Leitorado do Camões, I.P. na Universidade de Telavive e da Embaixada de Portugal.



Em paralelo, realizou-se uma conferencia também em Telavive com Avraham Milgram do YAD VASHEM a 18-Junho-2018 sobre as acções dos Justos portugueses 

Conferência em Braga 20-Julho-2018


Conferência em Braga, a 20-Julho-2018 
Incluida no projecto ‘Testemunhos da 2.ª Guerra Mundial - de Aristides de Sousa Mendes a Gerld Klestadt, sobrevivente de campo de concentração.

Aristides de Sousa Mendes levou a cabo a maior acção particular de salvamento durante a II Guerra Mundial. Quem o diz é Luísa Pacheco Marques, coordenadora do Museu Virtual Aristides de Sousa Mendes e do Museu ‘Vilar Formoso - Fronteira da Paz’, que ontem participou na conferência ‘Aristides de Sousa Mendes, que decorreu no Museu D. Diogo de Sousa em Braga
https://correiodominho.pt/noticias/conferencia-da-a-conhecer-aristides-de-sousa-mendes/111920

segunda-feira, junho 25, 2018

IHRA - A world without genocide

A world without genocide.
The International Holocaust Remembrance Alliance unites governments and experts to strengthen, advance and promote Holocaust education, research and remembrance and to uphold the commitments that are in enshrined in the 2000 Stockholm Declaration.
Description of Tasks and Responsibilities of the Deputy Executive Secretary
The Deputy Executive Secretary (Deputy) reports directly to the Executive Secretary of the IHRA Permanent Office (PO), as do the Program Officers and the Communication Officer. The Deputy also represents the organization as a whole in cases where the Executive Secretary is unavailable.
The position requires a high degree of professional autonomy, engagement and initiative.
The tasks of the Deputy include (yet are not necessarily limited to):
  1. Shared responsibilities with Executive Secretary according to the IHRA’s organizational framework:
    • Advice and support for Chairmanships, Honorary Chairman, Advisor to the IHRA and Member Country delegations
    • Representation of the IHRA
    • Legal matters (oversight / coordination)
    • Special projects
  2. Support of Executive Secretary in change management:
    • Implementation and further development of organizational changes (pertaining to strategy, structure, and evaluation and monitoring)
  3. Liaising with the Permanent International Partners
  4. Responsibility for membership process of candidate countries (Observer and Liaison Countries)
  5. Coordination of Country Reporting
  6. Overall management of the IHRA budgets, including the annual audits
  7. Overall management of PO administration
    • Contract management
    • HR administration
    • IT management
  8. Supervision of Executive Assistant and other support staff
  9. Management of the IHRA Support Association (Verein zur Förderung der International Holocaust Remembrance Alliance e.V.)
  10. Support for Chairmanships regarding Plenary infrastructure (including site visits) and handover
Requirements
Applicants for the position of Deputy Executive Secretary should meet the following requirements:
  1. Prior job experience in comparable position(s), especially managerial competence
  2. Prior job experience in international organization(s), especially within challenging political contexts (multi-cultural, multi-continent, multi-religious)
  3. Proven knowledge about global political developments, particularly with regard to Europe and the Americas as well as relevant international organizations
  4. High proficiency in German (business fluent, oral and written)
  5. High proficiency in English (business fluent, oral and written)
  6. Necessary: Willingness to foster and advance the work of the organization, fueled by a strong personal interest in Holocaust education, remembrance and research
  7. Excellent diplomatic, social and communication skills, empathy but also stamina and the ability to argue convincingly in challenging circumstances
  8. Willingness to engage in extensive and regular business travel, sometimes on short notice (biannual Plenary meetings, visiting Member and Observer Countries, liaising with Permanent International Partner organizations, attending commemoration events, etc.)
  9. Ability to cope with a high workload (permanent) and proven resilience to stress
  10. Ability to produce excellent results under time pressure
  11. Ability to think and act tactically as well as strategically, and to keep the bigger picture in mind
  12. Integrity and discretion
  13. Willingness to work long hours whenever required, especially during the preparation periods for the biannual Plenary meetings
  14. High cross-cultural sensitivity
  15. Experience in budgeting / accounting / controlling
  16. Experience in Office 365 / SharePoint
Contract Details:
  1. Type of employment:                    Full time (40 h per week)
  2. Point of contact:                            Dr. Kathrin Meyer (IHRA Executive Secretary)
  3. Address:                                        Friedrichstraße 200, 10117 Berlin
  4. Start date:                                      1 October 2018
  5. Application due date:                    5 July 2018
  6. Location of employment:              IHRA Permanent Office, Berlin, Germany (extensive business travel required, as described above)
  7. Required documents (in English): 
    • a) Letter of motivation and CV (should include salary expectations and earliest start date)            
    • b) University and other educational certificates / degrees 
    • c) Letters of recommendation from relevant prior positions
 Please collate all of your documents into one pdf-document and send it exclusively via e-mail to: recruitment@holocaustremembrance.com (to the attention of the IHRA Executive Secretary)

domingo, junho 24, 2018

Caminhos dos Refugiados estreitam-se e enchem-se


Os Caminhos dos Refugiados do século XXI estreitam-se enquanto os números de migrantes forçados aumentam para níveis recorde. 

"Displaced persons", pessoas obrigadas a deslocarem-se dos seus locais de origem representariam o 21º país do mundo, segundos as estimativas das Nações Unidas: 
- 20 Tailândia - 69,0 milhões de população
- Refugiados - 68,5 milhões, 52% crianças e jovens, segundo a ACNUR e a UNICEF
apenas um em sete consegue refúgio nos países mais ricos 
- 21 França  - 67,2 milhões de população

Mas os fatores de pressão são os mesmos de sempre, com vimos nas notícias de hoje e nas histórias dramáticas das famílias salvas por Aristides de Sousa Mendes em Bordéus em 1940:

- Guerra, perseguição, ameaças e pobreza nos locais de origem, alguns dos quais já nem são "países";  e

- Barreiras, recusa, indiferença, intolerância e, felizmente, algum altruísmo e apoio na integração e assimilação nos países de destino e potencial acolhimento.

O ciclo repete-se e agrava-se, e o problema aumenta de um e do outro lado dos muros:
> Mais perseguição > mais refugiados > mais resistência > mais sofrimento,
> mais choques culturais, > mais barreiras < menos integração;
mesmo em países povoados por descendentes de migrantes anteriores, ou em países com défices  demográficos.  

Fontes: