Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

sábado, março 23, 2013

Passal um dos sítios em risco da história Europeia


GECoRPA promove a candidatura da Casa do Passal aos "7 Most Endangered Sites" da Europa Nostra

A Casal do Passal, antiga residência de Aristides de Sousa Mendes.
A Casal do Passal, antiga residência de Aristides de Sousa Mendes.
O GECoRPA – Grémio do Património apresentou a candidatura da Casa do Passal, antiga residência do cônsul Aristides de Sousa Mendes, aos "7 Most Endangered Sites" da Europa Nostra.
A Casa do Passal, situada em Cabanas de Viriato, Carregal do Sal, foi a casa de família de Aristides de Sousa Mendes, o diplomata português destacado em Bordéus que, desobedecendo a ordens expressas de Salazar, ajudou mais de 30 mil refugiados a escapar à perseguição nazi.

A construção do edifício remonta ao século XIX e, à estrutura de alvenaria e madeira foi acrescentado, em 1920, um terceiro piso, para albergar os vários membros da família Sousa Mendes.

Durante o verão de 1940 o edifício chegou mesmo a receber refugiados, incluindo líderes políticos de países ocupados que conseguiram fugir para Portugal graças aos vistos concedidos por Sousa Mendes.

Destituído do cargo por causa da sua desobediência, Aristides de Sousa Mendes, morreu em 1954, ostracizado e sem o devido reconhecimento.

Até agora, o destino da Casa do Passal tem-se revelado sombrio, tal como foi o do heróico cônsul. A casa foi retirada à família, sendo, durante anos, utilizada de forma indigna e, depois, votada ao abandono.
O edifício foi adquirido, em 2000, pela Fundação Aristides de Sousa Mendes, com fundos concedidos pelo Governo de então. No entanto, a fundação não possuiu recursos para financiar a ação de recuperação estrutural que a degradação extrema da casa exige. A prioridade é uma intervenção no telhado, que em grande parte já ruíu, permitindo a entrada de água e a consequente degradação acelerada do interior.

O colapso da residência é iminente. É necessária uma intervenção profunda, que permita restaurar e pôr em prática o grande projeto da fundação: a criação de um centro evocativo do diplomata e de interpretação do Holocausto e das perseguições associadas às guerras. 

A Europa Nostra, Federação Europeia dedicada ao Património Cultural, organiza o Programa “7 Endangered Sites”, com a finalidade de identificar monumentos e sítios europeus em perigo e mobilizar parceiros públicos ou privados, a um nível local, nacional e europeu, de forma a encontrar um futuro sustentável para esse património.

O GECoRPA - Grémio do Património, membro institucional da Europa Nostra desde 1998, promoveu a candidatura da Casa à classificação na lista dos "7 Most Endangered Sites" da Europa Nostra, com o apoio de entidades como o ICOMOS Portugal, entre outras.
18-03-2013

Vídeos

http://www.gecorpa.pt/noticia.aspx?id=11&area=Noticias&idn=208  
A Casa do Passal encontra-se em elevado estado de degradação.













Sem comentários: