Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

terça-feira, janeiro 05, 2010

Elementos para um estudo turístico - Sousa Mendes

Elementos para um estudo de enquadramento turístico do futuro Museu Aristides de Sousa Mendes na Casa do Passal em Cabanas de Viriato

Procura e públicos alvo
O futuro Museu Sousa Mendes deverá, em princípio, ser orientado para turistas estrangeiros (visitantes que permanecem mais de 24 horas no país visitado) e excursionistas nacionais e espanhóis (visitantes que permanecem no país menos de 24 horas e não pernoitam no país ou na região). Isto deverá incluir:
§ Judeus e outros descendentes de refugiados e de sobreviventes
§ Turismo cultural internacional em circuitos que incluem Lisboa, Tomar, Fátima, Belmonte e Coimbra, Conimbriga, Guarda, Trancoso, Vilar Formoso e Viseu, oriundos especialmente dos Estados Unidos, Canada, Brasil, França, Israel
§ Excursionistas nacionais, incluindo grupos escolares, históricos, culturais, religiosos e individuais e outros motivados por eventos como o carnaval de Cabanas de Viriato, romarias, gastronomia, enoturismo do Dão, música
§ Excursionistas espanhóis (75% das entradas em Portugal são por terra, Cabanas de Viriato fica a 120 km de Vilar Formoso), com bons acessos pela IC12/IP3 e pela Linha da Beira Alta que faz a ligação ferroviária Paris-Lisboa.
§ Emigrantes portugueses em férias
§ Historiadores que visitem o Centro de Estudos, e outros especialistas do holocausto e estudiosos dos direitos humanos, da tolerância e do altruísmo e participantes em seminários e conferencias
§ Visitantes individuais

A procura poderá ser bastante variável, como aconteceu com o turismo cultural judaico que era presença habitual (22 grupos) e que praticamente desapareceu depois dos atentado de 11-Set- 2001 em New York. Por isso será necessário minimizar os custos fixos do Museu e assegurar um conjunto de actividades variadas que possam atrair visitantes diversos repetidas vezes.

O potencial turístico será baseado inicialmente em excursionistas porque a região é afastada dos grandes centros e dispõe ainda de poucas infra-estruturas hoteleiras. No entanto, será importante desenvolver circuitos e roteiros turísticos que justifiquem a deslocação desde Lisboa (3 horas) ou desde Coimbra (1 hora) ou desde Salamanca (4 horas) e que permitam pernoitar na região nos casos em que não dá para fazer ida e volta no mesmo dia em conforto. É evidente que um turista que faz pelo menos uma dormida na Região Centro representa bastante mais valor económico do que um simples excursionista ou visitante de passagem.

Aristides de Sousa Mendes é apenas um dos heróis associados com a região, ao longo da história, o que permitiria criar uma Rota dos Heróis, juntando algumas das personalidades Portuguesas com mais notoriedade a nível internacional:
§ O Infante D. Henrique , Henry the Navigator, que foi o 1º Duque de Viseu. Os rendimentos que recebia das suas herdades beirãs ajudaram a financiar os projectos dos Descobrimentos. Um dos seus escudeiros está sepultado na capela da Nossa Senhora das Areias em Beijós.
§ O Rei D. Duarte nasceu em Viseu,
§ Viriato, o líder dos Lusitanos que se extendiam até Cáceres, e que liderou a resistência às invasões romanas.

Oferta turística na região de Cabanas de Viriato e Carregal do Sal
Uma boa parte dos visitantes serão excursionistas em autocarros, o que requer instalações para receber visitas de grupo. Assim a oferta turística do destino deverá articular uma gama de atracções, bens e serviços nas proximidades de Cabanas de Viriato que justifiquem a preferência e permanência do visitante, tais como:
§ Visita guiada a um evntual Museu Sousa Mendes e às exposições permanentes e temporárias
§ Exposições sobre os refugiados que passaram por Portugal e os seus descendentes
§ Exposições especiais sobre o Holocausto, tradições beirãs, Viriato, vestígios judaicos, sefárditas e marranos (cripto-cristãos), encontros de culturas e convivência pacifica
§ Exposições sobre a Alemanha, França e Espanha e Portugal durante a Segunda Guerra Mundial (WWII), uma vez que foram as politicas de Franco que tornaram o visto para Portugal tão importante em 1940.

A maratona da concessão de vistos, e a fuga dos refugiados, "Flight through Hell" até ao refugio de Portugal, é uma das histórias mais dramáticas do início da guerra. A fuga dos autores dos livros infantis Curious George é recordada num livro que explica a história às crianças.

§ Visita e cerimónia junto ao mausoléu Sousa Mendes no cemitério de Cabanas de Viriato
§ Visita ao percurso de painéis evocativos da vida de Sousa Mendes no recinto da Escola Aristides de Sousa Mendes em Cabanas de Viriato
§ Visita rústica ou caminhada pelas povoações, miradouros, campos, vistas panorâmicas, encantos naturais e casas onde nasceram Aristides e Angelina de Sousa Mendes em Cabanas de Viriato e Beijós
§ Visita e vindimas nas caves de Vinho Dão, Quinta do Cabriz, Quinta do Cerrado, Quinta da Ínsua, Quinta do Perdigão, Quinta Mendes Pereira e centro de enoturismo da empresa Dão Sul, Paço dos Cunhas e Casas de Santar
§ Exibições equestres de dressage de alta escola e passeios com o cavalo Lusitano ou de charrete no Picadeiro da Quinta do Pombal em Beijós
§ Estadias e tratamentos nas Termas de Sangemil, de Felgueiras, de Alcafache, da Cavaca e de São Pedro do Sul
§ Visitas a Conimbriga, Coimbra, Universidade e Biblioteca Joanina, Bussaco, Viseu e Museu Grão Vasco, Serra da Estrela, Museu do Pão em Seia, aldeias históricas de Póvoa Dão, Avô, Piódão, Sernancelhe e outras Aldeias de Xisto
§ Gastronomia regional e degustação de vinhos, queijos e enchidos, festas, romarias, e Carnaval em Cabanas de Viriato e Canas de Senhorim
§ Caminhadas nas aldeias, e turismo de aventura e na Serra da Estrela, nos rios Dão e Mondego ou na barragem da Aguieira . Praia fluvial no rio Dão em Sangemil
§ Percursos patrimoniais arqueológicos, de antas, ruínas de moinhos de varas de azeitonas em Carregal, Beijós, moinhos de água nas ribeiras de Beijós e no rio Dão ainda em funcionamento
§ Romarias de Nossa Senhora dos Milagres, 15-Agosto em Laceiras, procissões de São Cristóvão em Cabanas, São João em Beijós a 23-24 Junho (incluindo o salto das fogueiras), Nossa Senhora da Conceição em Beijós a 8-Dezembro, Santo Antão em Pardieiros a 17-Janeiro, as procissões do domingo de Ramos, a visita Pascal ao domicílio e a visitas familiares aos cemitérios no dia de Todos os Santos, 1-Novembro
§ Concertos e encontros de bandas filarmónicas, com a centenária Sociedade Filarmónica de Cabanas, e outros eventos musicais e culturais
§ Museu Municipal de Carregal do Sal, colecções notáveis de arte e de alfaias agrícolas na Casa das Correntes, Museu Soares de Albergaria
§ Miniaturas de alfaias agrícolas de João Fernandes (Gato), Beijós
§ Visita aos campos de flores na primavera (fazer plantações de narcisos-do-Mondego, os daffodils que se tornaram a flor oficial da California e florescem no início da primavera) e às cores outonais dos vinhedos e dos soutos de carvalhos e castanheiros

§ Visita a sítios relacionados com Sousa Mendes e os refugiados :

  • Vilar Formoso, ponto de entrada em Portugal
  • Linha ferroviária da Beira Alta, Mangualde, Nelas, Santa Comba Dão, Carregal do Sal onde passa o comboio Sud-Express Paris-Lisboa
  • Casa do Passal, casa do Aido de nascimento de Aristides, em Cabanas de Viriato, casa de nascimento de Angelina em Beijós, casa onde moraram os gémeos Aristides e Angelina em Coimbra, igreja paroquial de Beijós onde casaram Aristides e Angelina
  • Visitas a residências fixas dos refugiados no Luso, Figueira da Foz
  • Casa onde moraram os gémeos Aristides e Cesar enquanto estudantes na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra
  • Local da Cozinha Económica em Lisboa onde os refugiados tinham as suas refeições

    Promoção turística
    A coordenação e articulação da oferta turística da região será um factor de sucesso para justificar a deslocação dos visitantes, mesmo os mais motivados. Isto implica o trabalho em rede a nível local, mas também a nível nacional e internacional.

    O museu Sousa Mendes deverá vir a beneficiar da cada vez mais extensa divulgação da história de Sousa Mendes na Internet, onde já tem uma presença importante, e do apoio de promoção turística institucional. Dada a localização da Casa do Passal longe dos centros urbanos, a maior parte dos visitantes terão que ser atraídos. A promoção deverá utilizar vários canais para chegar aos públicos alvo, como a Internet para as redes internacionais, ou visitas dirigidas a operadores turísticos especializados, sobretudo em Espanha.
    Assim, será importante estabelecer parceria ormais entre a Fundação e a Câmara Municipal de Carregal do Sal, a Junta de Freguesia de Cabanas de Viriato, A DRCC Direcção Regional de Cultura Centro, a Região de Turismo Centro em Coimbra mas também a Região de Turismo Dão-Lafões, e outros agentes HORECA (hotéis e restaurantes) e enquadrar o museu Sousa Mendes nos circuitos turísticos existentes e novos.
    A visita ao museu Sousa Mendes deverá ser incluída nos calendários de festas locais, incluindo o popular e tradicional carnaval de Cabanas, com os seus gigantões e dança própria que já atrai grandes número de visitantes de toda a região e que é talvez o carnaval mais português de Portugal.


    O calendário Sousa Mendes poderia incluir as seguintes datas:
    9-Janeiro, aniversário de casamento de Aristides e Angelina em 1909 em Beijós
    27-Janeiro, Dia International de Memória das Vítimas do Holocausto
    3-Abril, aniverário do óbito de Aristides de Sousa Mendes
    17-24 Junho, Dia/Semana da Consciência comemorados também em Bordéus, França como o dia da Resistência
    19-Julho, aniversário do nascimento de Aristides de Sousa Mendes e seu gémeo César
    21-Setembro, Dia Internacional da Paz
    16-Novembro, Dia Internacional da Tolerância
    10-Dezembro, Dia da Declarção Mundial dos Direitos Humanos

    Os contactos internacionais e multi-culturais serão outro factor de sucesso, quer para o mecenato e financiamento quer para a atracção de visitantes, pois a história heróica de Angelina e Aristides de Sousa Mendes tem o poder de ultrapassar os limites geográficos regionais e nacionais.

    Para cultivar desde já os públicos para o futuro museu, seria importante criar uma pequena exposição no edificio Campos Lobo (antiga escola primária) em frente à Casa do Passal, ou na garagem da Casa do Passal, aberta pelo menos aos fins de semana, feriados e um dia por semana, por exemplo sexta-feira. Seria importante também realizar alguns eventos periódicos no local, como se tem vindo a fazer.

Mariana Abrantes de Sousa, http://amigosdesousamendes.blogspot.com/

http://www.turismo-centro.pt/regiao/concelhos/carregal/index.htm
http://www.rtdaolafoes.com/cultura.php?lang=pt
http://www.carregal-digital.pt/patrimonio/index.php
Blog Beijós XXI http://antoniopovinho.blogspot.com/search/label/Sousa%20Mendes
http://antoniopovinho.blogspot.com/search/label/F%C3%A9rias%20em%20Beij%C3%B3s
http://antoniopovinho.blogspot.com/search/label/Miniaturas%20Jo%C3%A3o%20Gato
http://antoniopovinho.blogspot.com/search/label/Caminhadas
http://antoniopovinho.blogspot.com/search/label/Patrim%C3%B3nio
http://www.soroptimist-israel.org/international/asm_testimonial.htm
http://amigosdesousamendes.blogspot.com/2007/06/livro-infantl-da-fuga-de-curious-george.html
http://beijozxxi.blogspot.com/
http://ppplusofonia.blogspot.com/

8 comentários: