Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

terça-feira, setembro 15, 2015

Exposição Sousa Mendes, Aveiro, 4 a 30 Setembro

Evento:    Exposição “Coragem em tempo de medo, Aristides de Sousa Mendes ” 
Data:       4 e 30 de Setembro 2015, segunda a sexta-feira, das 9h30 às 12h30 e das 14h às 18h
Local:     galeria da antiga Capitania do Porto de Aveiro
Esta constitui uma atividade desenvolvida no âmbito da Plataforma A25 que reúne os municípios de Aveiro, Viseu e Guarda com o intuito de “fomentar o intercâmbio”, bem como “potenciar e valorizar” a oferta cultural e turística promovida pelas três cidades unidas em torno do eixo viário da A25.
Cedida pela Câmara Municipal de Viseu, no ano em que se assinalam os 130 anos do nascimento de Aristides de Sousa Mendes, a exposição está organizada em cinco módulos que fazem uma retrospetiva da sua vida e obra: 
  1.  Biografia | Salazar e o Estado Novo | Guerra Civil de Espanha; 
  2.  Alemanha Nacional – Socialista e início da II Guerra Mundial; 
  3. Portugal, o fecho das fronteiras e a II Guerra Mundial; 
  4. Aristides e os refugiados em Portugal; 
  5. A punição | Situação Europeia até ao final da Guerra | Tardia reabilitação póstuma de Aristides.
QUEM FOI?
Nascido em Cabanas de Viriato (Carregal do Sal), em 1885, Aristides de Sousa Mendes licenciou-se em direito tendo, a partir de 1910, ingressado na carreira diplomática. Exerceu funções como Cônsul de Portugal na Guiana Britânica, em Zanzibar, no Brasil, nos Estados Unidos, em Espanha, no Luxemburgo, na Bélgica e em França.
Enquanto cônsul de Portugal em Bordéus, em plena segunda guerra mundial, concedeu milhares de vistos a judeus e refugiados de guerra, salvando-os de uma condenação à morte, contrariando ordens expressas do governo português. Esta ação valeu-lhe um processo disciplinar instaurado por Oliveira Salazar que o afastaria definitivamente da carreira diplomática.
Para o historiador Yehuda Bauer, autor da obra de referência “A History of the Holocaust”, o trabalho levado a cabo por Aristides de Sousa Mendes foi “talvez a maior ação de salvamento feita por uma só pessoa durante o holocausto”. Faleceu em Lisboa, em 1954.
A exposição “Coragem em tempo de medo, Aristides de Sousa Mendes” é uma retrospetiva e uma homenagem à vida daquele que é considerado um dos grandes heróis da Segunda Grande Guerra. 

Sem comentários: