Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

sábado, julho 22, 2006

Artigo JN reclama solução para a casa de Sousa Mendes

O relatório da vistoria efectuada pela empresa Oz, do Grupo STAP (Reparação, Consolidação e Modificação de Estruturas), referido em noticia do JN, reclama medidas de conservação do imóvel. Uma intervenção que implicará a desmontagem e reconstrução da cobertura em mansarda, a renovação do sistema de drenagem das águas pluviais e de toda a caixilharia dos vãos exteriores. A curto prazo, com carácter de urgência é proposta a protecção do edifício da chuva através da montagem de uma cobertura provisória, bem como a instalação de um sistema de contraventamento entre as duas paredes principais ou de cintagem do edifício, ao nível do tecto do primeiro andar.

O estudo-prévio de arquitectura elaborado pela DGEMN foi entregue em Junho 2006 ao Conselho de Administração da Fundação. O imóvel foi classificado pelo IPPAR, em Fevereiro de 2005, como Monumento Nacional.

Felizmente esta imagem da madeira a apodrecer a ceu aberto já pertence ao passado história, graças ao trabalho de amigos e voluntários. A cobertura, que têve um buraco do tamanho de um camião durante vários anos, foi reparada por iniciativa de João Crisóstomo e António Rodrigues, dois voluntários luso-americanos que quizeram lançar mãos-à-obra e mobilizaram apoios de pessoas e instituições de Cabanas de Viriato e de Beijós. É urgente ainda colocar proteções nas janelas que continuam abertas e deixar entrar a chuva que danifica as madeiras. Para isto falta dinheiro e organização. Quanto mais chuva entrar mais se degrada.


Ver fotos do interior da Casa do Passal

Ver Beijós XXI

1 comentário: