Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

segunda-feira, julho 05, 2010

Livro de Vistos mais uma vez em New York


II Guerra: Acordo permite expor livro de registos de Aristides de Sousa Mendes em Nova Iorque

Nova Iorque, 05 jul (Lusa) -- O livro de registos de Aristides de Sousa Mendes, cônsul de Portugal em Bordéus durante a segunda guerra mundial, será exposto em Nova Iorque a partir de 19 de julho 2010, depois de o Instituto Diplomático português ter recuado nas exigências feitas.

Ao voltar a exibir o Livro de Registos do Consulado de Portugal em Bordéus de 1940, o Museum of Jewish Heritage de New York volta a reconhecer a importância do extra-ordinário Acto de Consciência de Aristides de Sousa Mendes, um dos primeiras iniciativas de resistência aos invasores aparentemente imparáveis.

Este novo reconhecimento internacional para o Justo Aristides de Sousa Mendes, que marca o 125º aniversário do seu nascimento e que recorda o papel de Portugal durante a Segunda Guerra Mundial, só foi possível devido à intervenção directa do Ministro de Negócios Estrangeiros Luís Amado.

Nova Iorque, 05 jul (Lusa) -- O livro de registos de Aristides de Sousa Mendes, cônsul de Portugal em Bordéus durante a segunda guerra mundial, será exposto em Nova Iorque a partir de 19 de julho, depois de o Instituto Diplomático português ter recuado nas exigências feitas.
João Crisóstomo, vice-presidente do projeto "Dia da Consciência", que procura divulgar o papel de Sousa Mendes no salvamento de milhares de judeus perseguidos pela Alemanha Nazi, disse à Lusa que o livro será oficialmente apresentado no Museu da Herança Judaica a 19 de julho, data que marca os 125 anos do nascimento do diplomata.
Inicialmente previsto para estar em Nova Iorque no dia 17 de junho 2010, o "Dia da Consciência", a exposição chegou a estar em risco por causa das exigências do Instituto Diplomático, segundo aquela fonte.
Fontes: Expresso, JCrisóstomo,  



Sem comentários: