Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

quinta-feira, fevereiro 10, 2011

Aristides seen as example of civic courage in Germany

Aristides de Sousa Mendes seen as an outstanding example of civic courage in the "School without Racism - School with Courage" in Germany 

 
Uma exposição de fotografias no município de Aalen, na Alemanha mostra a vida do corajoso diplomata Aristides de Sousa Mendes, de Portugal, até domingo 27 de Fevereiro 2011. 

“Quem salva uma vida, salva o mundo inteiro”, este é o título da exposição fotográfica na entrada da Câmara Municipal de Aalen, apresentada em colaboração com o Centro de Formação Kolping e a Associação Viver – Visão e Responsabilidade.
A coragem cívica de Aristides de Sousa Mendes, no tempo da ditadura fascista, foi dignificada após a sua morte no ano de 1954, com a mesma inscrição na sua pedra tumular. “O diplomata português salvou 30 000 pessoas do homicídio pelos Nazís” esclareceu Claudia Suender na visita guiada. 
Como acompanhante de cultura do grupo de jovens da Instituição Kolping, ela não só tomou a iniciativa desta exposição, mas também foi a guia dos jovens de Ellwangen. Estes ocupam-se há várias semanas do tema “Escola sem racismo – Escola com coragem”. “Este exemplo notável de coragem cívica encaixa  sobremaneira no nosso projecto de prevenção”, explica a Sra. Suender e
prossegue: “Aristides de Sousa Mendes, nascido no ano de 1885 foi, depois de ter estudado Direito, Consul Geral português em Bordeaux. Através da distribuição não autorizada de visas durante a Segunda Guerra Mundial, ele salvou a vida a aproximadamente 30 000 pessoas de diferentes nacionalidades, entre eles cerca de 10 000 judeus, tendo sido demitido do serviço diplomático pelos Nazis. Morreu na absoluta pobreza”.

O Presidente da Câmara de Aalen Wolf-Dietrich Fehrenbacher elogiou o interesse dos jovens pelo período nazi : “Foi uma época da nossa história, sobre a qual devemos sempre voltar a reflectir. O exemplo de Sousa Mendes mostra onde pode chegar a capacidade desenvolvida por pessoas conscientes da sua responsabilidade.
As estruturas de um Estado de direito devem ser protegidas, cuidadas e, sobretudo, vividas”, sublinhou e apelou aos jovens de não deixarem de votar. À despedida arescentou:
Tenho a certeza de que cada um de vós possui algo de especial que possa trazer à sociedade”.

Source:  Schwabisher Post

Sem comentários: