Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

sexta-feira, novembro 13, 2015


Alunos de Carregal do Sal foram a Bordeaux homenagear Aristides de Sousa Mendes

luso.jpg
Entre os dias 24 e 28 de setembro, um grupo de 46 alunos de 9º ano e 11º ano do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal que frequentam a língua francesa realizou uma visita a Bordeaux e ao parque de Puy-du-Fou, em Cholet, acompanhados por 6 professores. Iniciativa que resultou da fusão de dois projetos, desenvolvidos ao longo do ano letivo 2014/15, “Memória e Dever de Sustentabilidade” e “Chemin de la mémoire”.
O projeto, designado “Chemin de la memóire”, teve como principais objetivos o enriquecimento cultural dos alunos e uma aprendizagem que articula saberes formais das disciplinas de Francês, História, Educação Visual e Economia com a educação não formal, numa perspetiva de formação integral dos alunos, em prol do desenvolvimento das suas capacidades de autonomia, espírito de iniciativa, do “saber ser e estar” e de empenho na concretização de projetos. A iniciativa, da docente da disciplina de Francês, inseriu-se num âmbito mais abrangente, de articulação interdisciplinar e de boas práticas de aprendizagem, como Escola associada da UNESCO sob o lema “Memória e Dever de Sustentabilidade” e contou com o apoio da Direção, dos diversos órgãos da escola, dos pais, da Fundação Lapa do Lobo e da Câmara Municipal de Carregal do Sal.
No contexto do trabalho que a equipa UNESCO tem vindo a desenvolver, foi realizada a visita à cidade de Bordeaux, onde o grupo homenageou, de forma simbólica, o conterrâneo Aristides de Sousa Mendes, junto do seu busto, tendo sido recebido pelo Presidente do Comité de Homenagem a Sousa Mendes, Manuel Dias, e por Rita Ramos, representante do Consulado Português, que proferiram uma breve palestra sobre este herói e a ocupação da França pelo exército Nazi, na Esplanade Charles de Gaulle.
Após a visita à cidade, os alunos e professoras desfrutaram de um almoço volante oferecido pela Cônsul Geral de Portugal naquela cidade, Ana Filomena Rocha, no pátio do edifício do Consulado. Em agradecimento, o grupo ofereceu à diplomata, em nome do Município, o DVD do filme Aristides de Sousa Mendes, o Cônsul de Bordeaux, a Medalha do cinquentenário da morte deste humanista e algumas publicações. Foram, também, entregues posters com a Casa do Passal, antes e depois das obras de recuperação, marcadores de livros e revistas, material criado no âmbito do projeto UNESCO, e produtos regionais como vinho e ginja, em nome do agrupamento.
Já a caminho de Cholet, o grupo fez uma paragem em La Rochelle, porto de mar de onde partiam as embarcações francesas no período dos Descobrimentos. Embora tenham sido marcantes estes momentos, gravados na memória dos alunos e professoras ficam, seguramente, os dois dias de visita ao Parque Puy-du-Fou.
Uma viagem ao longo de séculos da História de França, impossível de descontextualizar da História da Europa, visionada nos vários e grandiosos espetáculos, organizados com rigor histórico e recurso às mais sofisticadas técnicas de cenografia, que lhe fizeram granjear o prémio de Melhor parque temático do mundo. Todas estas razões tornam indescritíveis as sensações vividas pelo grupo. Foi uma “experiência inolvidável” que se traduziu num momento privilegiado de contacto com o idioma, com a natureza luxuriante da floresta centenária, com os pássaros num “bailado” único e com a recriação histórica, desde Roma ao séc. XX, atravessando os ataques Vikings e a Idade Média e onde não foram subestimados factos como a trincheira da 1ª Guerra mundial, os Mosqueteiros de Richelieu e a vida do burgo do séc. XVIII e a Odisseia do Puy-du-Fou. O espetáculo noturno, uma verdadeira poesia sinfónica de água e de fogo, foi outro maravilhoso momento de animação inesquecível.
Segundo as organizadoras, Aldina Mendes, Ana Cristina Antunes, Dores Fernandes e Josefa Reis, “o balanço desta iniciativa pode considerar-se muito positivo, não só pelas aprendizagens propiciadas, mas também pela oportunidade de crescimento pessoal e de interação com os outros, no respeito pelo cumprimento de regras e das diferenças”.
.

Sem comentários: