Pesquisar neste blogue

Tradutor

domingo, outubro 22, 2017

Aldeia natal de Angelina resistiu ao cerco das chamas com algumas perdas materiais

Aos bravos da minha aldeia: MUITO OBRIGADA!
Em Beijoz Beijós XXI, todos temos de agradecer aos residentes e resistentes, aos bravos da minha aldeia, que passaram a madrugada de 16-Outubro-2017 a regar as suas casas, e as casas dos vizinhos ausentes, os seus quintais, e os quintais dos vizinhos ausentes. Que responderam quando o sino tocou a rebate, que defenderam os seus, defenderam o seu e o nosso, que não descansaram enquanto sentiam o perigo. 
Justificaram bem o nome da "Aldeia que Trabalha", uma aldeia com 3.000 anos de povoamento.
Agora temos de trabalhar todos juntos, não apenas para remediar as terríveis consequências quanto antes, mas também para apurar lições e precaver e evitar a REPETIÇÃO. 
Fevereiro é já daqui a 4 meses.
Força !
Por UMA Floresta Sustentável ! 

In Beijós, we all have to thank the resistent residents, the brave men and women of the village of Angelina, who spent the early dawn of October 16, 2017 watering down their homes, and the houses of the absent neighbors, watering their own yards, and the yards of the absent neighbors.  The  church bell rang  "rebate" at 2am, and they responded to  defend their families, to defend their property, and to defend the property of those of us who are away.  They did not rest until a soft rain reduced the danger. 

They truly lived up to the name of the "Working Village", a village inhabitted for over 3,000 years.

Now we must work together, not only to remedy the terrible consequences of the disasger as soon as possible, but also to learn lessons and to guard against REPETITION.
February is only 4 months away.
Mariana Abrantes 


Sem comentários: