Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

terça-feira, outubro 23, 2007

Da nobreza como virtude rara

O DN Online noticiou geneologia de Aristides e Angelina de Sousa Mendes:

"Aristides de Sousa Mendes do Amaral e Abranches nasceu em Cabanas de Viriato, concelho de Carregal do Sal, a 18 de Julho de 1885. Licenciou-se em Direito pela Universidade de Coimbra em 1907, tendo seguido a carreira diplomática que o levou a assumir postos em Zanzibar, Curitiba, São Francisco da Califórnia, Boston, São Luís do Maranhão, Porto Alegre, Vigo, Antuérpia e Bordéus.
....
Sousa Mendes casara em 1908 com sua prima direita Maria Angelina Ribeiro de Abranches, cujo pai era irmão de seu pai e sua mãe irmã de sua mãe. Deste casamento teve 14 filhos, 12 dos quais chegaram à idade adulta. Têve uma filha com a segunda mulher. Era filho de José de Sousa Mendes, que foi juiz desembargador da Relação de Coimbra, e de sua mulher, Maria Angelina Ribeiro de Abranches de Abreu Castelo-Branco. Teve dois irmãos, um dos quais seu gémeo, César de Sousa Mendes, que consigo se licenciou em Direito, e foi igualmente diplomata.
....
Foram seus avós paternos Raquel Augusta Mendes da Gama e Manuel Alves de Sousa, filho de António Francisco Álvares Aranha e Teresa Maria Sousa, de Muxagata, distrito da Guarda. Seu avô materno foi Silvério Coelho Pais do Amaral, filho de António Coelho do Amaral e Luísa de Barros, de Beijós (em Carregal do Sal) e sua avó foi Maria dos Prazeres Ribeiro de Abranches, filha do 2.º visconde de Midões César Ribeiro de Abranches Castelo-Branco, comendador da ordem de Nossa Senhora de Vila Viçosa. Este era filho do 1.º visconde de Midões Roque Ribeiro de Abranches Castelo-Branco, nascido em Midões, concelho de Tábua, em 1770. Foram pais do 1.º visconde Teresa Leonor de Vasconcelos e Sotomaior de Mendonça, da casa dos morgados e depois condes de Santa Eulália, em Seia e seu marido Luís Ribeiro de Abreu Castelo Branco, filho de Roque Ribeiro de Abreu, cavaleiro da Ordem de Cristo e Familiar do Santo Ofício. Era este último trineto de Mécia da Cunha, herdeira da antiquíssima casa de Tábua de que foi 10.ª senhora, e de seu marido, Pedro Gomes de Abreu, filho do bispo de Viseu João Gomes de Abreu e de D. Beatriz de Eça, bisneta por varonia do rei D. Pedro I e de D. Inês de Castro."

Fonte: DN Online

Sem comentários: