Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

sábado, julho 25, 2009

Visitas à Casa do Passal, 23-Julho (reportagens)

As reportagem às visitas a 23-Julho-2009 do novo Embaixador de Israel e do Ministro da Cultura a Cabanas de Viriato, que podem ser vistas na comunicação social local,
O Farol da Nossa Terra e TV Dão, são aqui reproduzidas como serviço público aos muito amigos de Sousa Mendes. (ênfases nossas)

CABANAS DE VIRIATO - Novo embaixador de Israel em Portugal visitou locais de memória de Aristides de Sousa Mendes
24 de Julho de 2009
EHUD GOL, actual Embaixador de Israel em Portugal, desde Janeiro deste ano, visitou Cabanas de Viriato ontem, 23 de Julho, da parte da manhã, a convite da Fundação Aristides de Sousa Mendes com a finalidade de conhecer locais de memória de Aristides de Sousa Mendes.

É já o quarto Embaixador daquele país a visitar Cabanas de Viriato com o mesmo propósito e todos eles o têm feito poucos meses depois de tomarem posse nesse cargo de quatro anos de mandato. Esse gesto de homenagem para com a figura do Cônsul Aristides de Sousa Mendes deve-se, obviamente, ao seu feito humanitário de ter salvo mais de trinta mil pessoas da perseguição nazi da II Grande Mundial, entre as quais se incluíam mais de dez mil judeus. Aliás, Israel foi o primeiro país a reconhecer o feito heróico do Cônsul Injustiçado, como é agora identificado, atribuindo-lhe em Outubro 1966, a título póstumo, a Medalha de Ouro dos “Justos” do Yad Vashem, instituto israelita especializado no estudo do Holocausto. Nesse ano, foi também plantada uma árvore, em sua memória, na Alameda dos Justos, em Jerusalém, local onde o Yad Vashem honra os não-judeus que, com risco das próprias vidas, salvaram judeus durante o período do Holocausto.

Além de outras individualidades, autoridades e autarcas, acompanharam a visita António Pedro Pita, director regional da Direcção de Cultura do Centro, Atílio dos Santos Nunes, presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal, Maria de Jesus Barroso, presidente da Fundação Aristides de Sousa Mendes, Álvaro de Sousa Mendes, António Moncada de Sousa Mendes e Luís Humberto Fidalgo, membros do Conselho de Administração da Fundação. Além da Casa do Passal, onde viveu Aristides de Sousa Mendes, actualmente propriedade da Fundação e classificada de monumento nacional, foram também visitados o Cristo Rei, que o próprio mandou construir na Bélgica, e o jazigo de família onde se encontra sepultado. Todos os locais mereceram demorada apreciação por parte dos visitantes.

A visita inclui também um encontro de trabalho sobre a problemática da recuperação da Casa do Passal, com lugar na sala de reuniões da Assembleia de Freguesia de Cabanas de Viriato, do mesmo edifício em que funciona a sede da Fundação Aristides de Sousa Mendes. “É bom mostramos que estamos a fazer alguma coisa, não estamos parados”, afirmou o director regional da Cultura, ao apresentar o projecto da recuperação da Casa do Passal juntamente com o arquitecto Carlos Amaral, dando também a saber que a primeira coisa que fez quando tomou posse “foi pegar neste dossier muito empenhadamente”.

Segundo disse Pedro Pita, “não pode passar mais um Inverno no estado em que aquela casa está”. Comprometeu-se de que vai ser lá colocada uma cobertura provisória antes do próximo Inverno, adiantando até que o custo será de cerca de trezentos mil euros. Além de evitar que a estrutura se deteriore mais, a cobertura terá também a finalidade de deixar secar essa mesma estrutura durante dois anos. Com os processos administrativos e o lançamento da obra a concurso, apontou para 2013 a conclusão da reconstrução.

Para os cabanenses que tomaram lugar na assistência, quatro anos pareceram-lhes uma eternidade, igualmente surpreendidos por o projecto apresentado ainda estar datado do ano 2007 e ter sido alvo de sucessivas sugestões por parte da presidente da Fundação. Um deles - José Madeira - abandonou a sala comentando: “Parece que estamos no primeiro dia destas coisas!”.

A ida ao cemitério foi o último local da visita, efectuada logo a seguir àquela sessão de trabalho. Depois de ter estado algum tempo no jazigo com Álvaro de Sousa Mendes e António Moncada de Sousa Mendes, netos de Aristides de Sousa Mendes, prestou homenagem ao Cônsul com a deposição de uma coroa de flores.“Como embaixador de Israel, tenho grande admiração pelo Sr. Aristides de Sousa Mendes, que salvou a vida de mais de vinte e cinco mil judeus quando era cônsul de Portugal em Bordeaux. Todos os justos entre as nações têm um lugar extremamente importante no nosso país, em Yad Vashem, museu do Holocausto, de memória de todas as vítimas do nazismo e de grande honra para todas as pessoas da Europa que passaram vistos a judeus. Existem nomes de vinte mil pessoas no museu de Yad Vashem e somente um português, que é a Aristides de Sousa Mendes”, disse Ehud Gol ao FAROL DA NOSSA TERRA no final da visita.

Visitar a terra de Aristides de Sousa Mendes e ver que a casa onde viveu continua em estado de ruína mereceu do Embaixador de Israel o seguinte comentário: “É a primeira vez que venho aqui, sinto uma grande emoção por isso e também por encontrar a casa neste estado. É possível construir de novo a casa e criar um museu, e isso é extremamente importante para Portugal, para os portugueses, para as novas gerações saberem o máximo sobre a vida e o sacrifício que fez Aristides de Sousa Mendes. Acho que deve fazer parte da educação de novas gerações de jovens portugueses”. Nas visitas que os embaixadores de Israel têm feito a Cabanas de Viriato procura-se que também sensibilizem vontades para honrar a memória de Aristides de Sousa Mendes com a transformação da casa onde viveu num museu. Questionado acerca da sua acção que poderá ter nesse sentido, afirmou Ehud Gol: “É obrigatório para o governo de Portugal fazer o máximo pela memória de Aristides de Sousa Mendes, porque é um grande orgulho para Portugal ter uma pessoa da sua categoria, e também as outras fundações do mundo, incluindo as fundações judaicas. A tarefa primeira do governo de Portugal é fazer o máximo para honrar a memória de Aristides de Sousa Mendes. Nós, Israel, em Yad Vashem, mostramos que o aspecto maior é preservar a honra e dignidade de todas as pessoas como Aristides de Sousa Mendes”.

De salientar que esta visita coincidiu, praticamente, com a data do 124.º aniversário do nascimento de Aristides de Sousa Mendes, a 19 de Julho de 1885, em Cabanas de Viriato.
Lino Dias
Fonte: http://www.faroldanossaterra.com/?p=10658

Ver video do Ministro da Cultura em TV Dão http://www.daotv.pt/site/main/index.php

1 comentário: