Pesquisar neste blogue

A carregar...

Tradutor

sexta-feira, julho 23, 2010

Livro de Registos regressa a New York -3

O Livro de Registos do Consulado de Portugal em Bordéus circa 1940 volta a ser exibido no Museu da Herança Judaico (Museum of Jewish Heritage) em Nova Iorque.

O Livro de Registos for disponibilizado pelo Instituto Diplomático do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal, que foi representado na cerimónia de abertura desta nova exibição pelo embaixador José Cabral, representante permanente de Portugal junto da ONU e o consul geral de Portugal em Newark, New Jersey Maria Amélia Paiva.

Na cerimónia, que marcou o 125º aniversário do diplomata Aristides de Sousa Mendes, David G. Marwell, o director do Museu, considerou o livro de vistos como "um dos mais poderosos artefactos" à vista neste museu pois contém os nomes de muitos dos 30.000 refugiados que ele salvou, dos quais cerca de um terço judeus.

O Museu da Herança Judaica, que recebe mais de 150.000 visitantes por ano, pretende preservar a memória das comunidades judaicas, honrar as vítimas do Holocausto, mas também recordar os actos de coragem e resistência como os de Sousa Mendes.

O Livro de Registos, que volta a ter um lugar de destaque na galeria dos salvadores, reflecte a azáfama que caracterizou o Acto de Consciência de Aristides de Sousa Mendes. Nas primeiras páginas, todos detalhes dos documentos são cuidadosamente registados numa caligrafia cuidadosos. À medida que a maratona de concessão de vistos, os detalhes são subsituidos por "_" e nomes abreviados. No final, muitos dos vistos nem sequer chegaram a ser registados.

Algumas páginas podem ser vistas neste blog dos Amigos de Sousa Mendes e a lista parcial dos beneficiários dos vistos pode ser consultada no Museu Virtual Aristides de Sousa Mendes, em http://mvasm.sapo.pt/bc/ListaVistos.aspx?Type=CDATA .
VER também

2 comentários: